Reforma Ortográfica

Compartilhe:

Reformar a reforma - Congresso Nacional deve avaliar um projeto de reforma do atual acordo ortográfico.
“Passados pouco mais de cinco anos desde que entrou em vigor o acordo ortográfico, uma nova reforma da ortografia ameaça a nossa língua: está em análise no Congresso Nacional um projeto de “reforma da reforma”, baseado sobretudo na argumentação do professor Ernani Pimentel, criador do movimento Acordar Melhor, cujo objetivo é simplificar ao máximo a grafia do idioma.

Embora a intenção da iniciativa seja louvável, a proposta merece críticas por dois motivos.

Em primeiro lugar, a realização de uma nova reforma poucos anos após a última é absolutamente inoportuna e criaria um sem-número de inconvenientes, com a necessidade de reeditar livros que acabaram de ser reeditados (o que levaria muitas editoras à falência) e a confusão que se instalaria entre os usuários do idioma, tanto adultos quanto estudantes, que mal assimilaram as regras do último Acordo.

Em segundo lugar, as bases da proposta são equivocadas, provavelmente pelo desconhecimento de seu aturo dos princípios científicos que regem a língua (até onde sabemos, o prof. Pimentel e os congressistas que o apoiam não têm formação em linguística), se bem que muitos dos ataques feitos ao sistema proposto também são infundados.”

Por Aldo Bizzocchi – Revista Língua Portuguesa

Aproveite e faça a assinatura da revista com 20% de desconto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *