Exercícios

Compartilhe:

A melhor maneira de aprender português é fazendo exercícios, uma excelente forma de fixar o conteúdo aprendido. A aprendizagem não fica monótona, pelo contrário, fica muito mais dinâmica e agradável. Publico aqui neste espaço vários exercícios que preparo para os meus alunos. Resolva tudo com bastante atenção e, em seguida, confira as respostas que sempre virão abaixo.

60. Ortografia
ortografia2
Resposta: 1. beneficente / 2. superstição / 3. frear / 4. pichar / 5. rubrica / 6. benjamim / 7. luau / 8. ansioso / 9. simplesmente / 10. analisar / 11. baliza / 12. prazeroso / 13. xingamento / 14. exceção / 15. sobrancelha / 16. chilique / 17. lasanha / 18. obsessão / 19.cabeleireiro / 20. retrógrado

59. Norma Culta
norma-culta
Resposta:1. Tirar notas baixas implica bronca dos pais. / 2. Cidades tranquilas agradam a muita gente. / 3. Mariana namora José. / 4. As enfermeiras assistem os seus doentes com eficiência. / 5. Ele não paga aos credores porque não tem dinheiro. / 6. Prefiro ser punido a obedecê-lo. / 7. Assisti ao filme na casa do meu namorado. / 8. Irei ao cinema com os meus pais amanhã. / 9. Os trabalhadores aspiram a melhores salários. / 10. Motoristas conscientes obedecem ao Código de Trânsito.

58. Presente do Indicativo
conjugação verbal1
Resposta: 1. caibo / 2. ouço / 3. meço / 4. maquio / 5. suo / 6. digiro / 7. compito / 8. intervenho / 9. pulo / 10. valho

57. Aumentando o vocabulário! 
aumentando o vocabulário
Resposta: 6, 8. 5, 1, 9, 2, 4, 7, 10, 3

56. Adjunto Adverbial
adjuntos adverbiais
Resposta: 1. Assunto / 2. Companhia / 3. Negação / 4. Modo / 5. Substituição ou Troca / 6. Interesse, Inclinação ou Favor / 7. Frequência / 8. Condição / 9. Matéria / 10. Quantidade / 11. Conformidade / 12. Concomitância / 13. Afirmação / 14. Finalidade / 15. Dúvida / 16. Tempo / 17. Intensidade / 18. Direção / 19. Lugar / 20. Preço ou Valor

55. Literatura
literatura autores
Resposta: a. Vinícius de Moraes / b. João Cabral de Melo Neto / c. Ferreira Gullar / d. Fernando Pessoa / e. Carlos Drummond de Andrade

54. O uso dos porquês
o uso dos porquês

Resposta: 1. por que / 2. por quê / 3. por que / 4. porque / 5. porquê / 6. por que /  7. por que / 8. porquê / 9. porque / 10. por que

53. Análise Sintática
análise sintática1
Resposta: Letra c

52. Concordância Nominal
concordância nominal
Resposta: 1. meia / 2. bom / 3. bastantes / 4. anexos / 5. possíveis

51. Análise Sintática
análise sintática
Resposta: 1. objeto direto / 2. complemento nominal / 3. predicativo do objeto / 4. agente da passiva / 5. objeto direto / 6. predicativo do objeto / 7. complemento nominal / 8. predicativo do objeto / 9. sujeito / 10. objeto indireto

50. Adjetivo/Locução Adjetiva
locução adjetiva, adjetivo
Resposta: 11, 4, 13, 14, 5, 1, 15, 8, 3, 2, 6, 7, 9, 10, 12

49. Ortografia
grafia correta1
Resposta: 1. Ansioso / 2. Aterrissagem / 3. Bandeja / 4. Bugigangas / 5. Exceção / 6. Cabeleireiro / 7. Caranguejo / 8. Convalescença / 9. Curinga / 10. Digladiar / 11. Dignitário / 12. Elucubração / 13. Esdrúxulo / 14. Meteorologia / 15. Pichar / 16. Prazeroso / 17. Reivindicar / 18. Simplesmente / 19. Tosquiar / 20. Xingar

48. Conjunções e locuções conjuntivas
conjunções
Resposta: 1. como – causal / 2. como – comparativa / 3. agora que – temporal / 4. malgrado – concessiva / 5. a não ser que – condicional / 6. consoante – conformativa / 7. ao passo que – proporcional / 8. de maneira que – final / 9. tal … que – consecutiva. Todas as conjunções e locuções conjuntivas deste exercício são subordinativas adverbiais.

47. Vozes Verbais
vozes verbais
Resposta:

  1. Todas as pendências do dia foram resolvidas pelo homem.
  2. Os jogadores eram comandados por um técnico bastante exigente.
  3. Um carro será comprado por mim semana que vem.
  4. O paciente continua sendo assistido pelo médico.
  5. A maçã envenenada foi mordida pela Branca de Neve.
  6. Ele foi expulso.
  7. Todas as questões discursivas do concurso foram anuladas.
  8. As cidades andam sendo destruídas pelas enchentes.
  9. As provas dos alunos serão corrigidas pelo professor.
  10. O esboço do edifício é desenhado pelo arquiteto.
  11. Todos os avisos terão sido dados pelo coordenador.
  12. Os caçadores eram guiados pelo faro dos cães.
  13. Ele será acompanhado por mim.
  14. O francês foi derrotado pela chuva no automobilismo.
  15. O tigre havia sido solto pelo domador.

46. Regência Verbal
regência verbal1
Resposta: O verbo “preferir” não aceita intensificação (ela preferia a saia de lã). O verbo “esquecer” é transitivo direto (Miguel não esquecia o passado). O verbo “aspirar” com sentido de “almejar” é transitivo indireto, por isso a preposição antes do pronome relativo é obrigatória (… o cargo a que você aspira). O verbo “assistir” com sentido de “ver” é transitivo indireto (os alunos assistiram ao jogo). A resposta correta é a letra d.

45. Palavras terminadas em -m ou -n
com -m ou -n
Resposta: 1. amém /2. hífen / 3. sêmen / 4. garçom / 5. amendoim / 6. além / 7. pinguim / 8. gérmen / 9. glúten / 10. também / 11. nêutron / 12. comum / 13. éden / 14. pólen / 15. benjamim / 16. acém / 17. cólon / 18. jejum / 19. nuvem / 20. abdômen.

44. Plural de Substantivos Compostos

Resposta: 1. guardas-noturnos / 2. reco-recos / 3. ave-marias / 4. grãos-de-bico / 5. salários-família ou salários-famílias / 6. luso-brasileiros / 7. xeque-mates ou xeques-mates / 8. quartas-feiras / 9. bem-te-vis / 10. couves -flores ou couves-flor / 11. pés de moleque / 12. bel-prazeres / 13. vice-diretores / 14. pisca-piscas ou piscas-piscas / 15. surdos-mudos / 16. arco-íris ou arcos-íris / 17. tique-taques / 18. beija-flores / 19. águas-vivas / 20. guarda-chuvas.

Obs.: Com relação ao substantivo “arco-íris”, os dicionários registram formas diferentes para o plural. O Houaiss e o Aulete Digital afirmam que é “os arco-íris”, mas o VOLP (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa) afirma que o plural é “os arcos-íris”. Este último é quem dá a grafia oficial das palavras na nossa língua, mas aqueles também não podem ser ignorados. Parece razoável se ficarmos com as duas formas registradas: os arco-íris e os arcos-íris.

43. Concordância Nominal
concordância
Resposta: A palavra , quando significa sozinho, é variável. Corrigindo as outras frases, temos: anexos (é adjetivo, concorda com formulários), cara (é adjetivo, concorda com ela), bastante (é advérbio, pois se liga a um adjetivo), prontos (é adjetivo, refere-se ao substantivo preparativos, com o qual concorda). A resposta é a letra d.

42. Acentuação
acentuação
Resposta: Na letra a, é monossílabo tônico, enquanto as outras, oxítonas. Na letra b, fórceps não é proparoxítona. Na letra c, as três são oxítonas, porém Piauí leva acento por causa do hiato u-í. Na letra e, as três são monossílabos, mas réu tem acento devido ao ditongo aberto. Na letra d (resposta certa), as palavra são acentuadas por causa das letras i e u formando hiato.

41. Figuras de Linguagem
figura de linguagem
Resposta: Letra b. Sujeito todos levando o verbo à 1ª pessoa: concordância ideológica, ou seja, com a ideia e não com a palavra presente na frase.

40. Orações
orações

Resposta: 1. O homem vence na vida – oração principal / que trabalha – oração subordinada adjetiva explicativa 2. O homem vence na vida – oração principal / que trabalha – oração subordinada adjetiva restritiva. Na primeira oração, todo homem vence na vida. Na segunda oração, apenas o homem que trabalha vence na vida.

39. A palavra QUE

Resposta: 1. Acompanha um substantivo numa frase explicativa. Se, também numa frase exclamativa, acompanhar adjetivo, será advérbio de intensidade. Por exemplo: Que feliz foi aquele momento! Letra e / 2. A palavra que introduz uma oração com ideia de consequência. Observe a relação tanto…que. Letra d / 3. Sempre que na primeira oração tiver o verbo no imperativo, a palavra que, significando porque, será conjunção coordenativa explicativa. Letra e.

38. Diminutivo

Resposta: O diminutivo de país é paisinho e o diminutivo de pai é paizinho. Fique atento à pronúncia! Em paisinho há um hiato (encontro de duas vogais em sílabas diferentes: pa-i-si-nho) e em paizinho há um ditongo (encontro de uma vogal e uma semivogal na mesma sílaba: pai-zi-nho). Esses dois sufixos (-inho e -zinho) se comportam de modo diferente quando ocorre a formação do grau diminutivo. A regra diz que devemos usar o sufixo -inho, quando aparecer a consoante -s no radical da palavra, caso contrário emprega-se o sufixo -zinho. Alguns exemplos:

Radical com a consoante -s

  • País: paisinho (país + -inho)
  • Casa: casinha (casa + -inha)
  • Liso: lisinho (liso + -inho)
  • Português: portuguesinho (português + -inho)
  • Lápis: lapisinho (lápis + -inho)

Radical sem a consoante -s

  • Pai: paizinho (pai + -zinho)
  • Pé: pezinho (pé + -zinho)
  • Café: cafezinho (café + -zinho)
  • Xícara: xicarazinha (xícara + -zinho)
  • Homem: homenzinho (homem + -zinho)

37. Umedecidos / Umidecidos

Resposta: Vamos pensar da seguinte maneira: o verbo referente aos adjetivos da questão é umedecer (com -e). Sendo assim, a resposta correta é a letra a. A dúvida acontece e é muito comum, pois temos a palavra úmido, que se escreve com a letra i.  Para não esquecer: umedecer, umedecido e úmido. E ainda temos: umidade e umidificar. Realmente é um pouco confuso, mas vale lembrar que essas “confusões” que aparecem na nossa ortografia correspondem, na verdade, a vestígios de diferentes momentos na história de nosso léxico.

36. Substantivos
Substantivos 1. Qual é o coletivo de cebola, de alhos? 2. Qual é o feminino de monge? 3. Qual é o plural de anão? 4. Em que grau se encontra o substantivo livrinho?5. Quanto ao gênero, como se classificam os seguintes substantivos: a criança, a pessoa, a testemunha, o cônjuge? 6. Qual é o plural de gravidez e arroz? 7. Como se classificam os substantivos amor, saudade, simplicidade?
Resposta: 1. Réstia / 2. Monja / 3. Anões ou anãos / 4. Diminutivo sintético / 5. Sobrecomuns / 6. Gravidezes e arrozes / 7. Abstratos

35. Oração Coordenada
oração explicativa
Resposta: Letra e. A oração “porque eu vi” indica uma explicação, uma justificativa para o que se afirmou antes. Na alternativa c, a oração “porque faltou luz” indica a causa de a máquina ter parado. É oração adverbial causal.

34. Adjetivos Pátrios
adjetivos pátrios

Resposta: 7 / 5 / 8 / 1 / 9 / 2 / 10 / 4 / 3 / 6

33. Substantivo abstrato e concreto
substantivo
1. Bruxa e saci são seres, mesmo que fictícios, portanto concretos; comida e ar têm matéria, portanto concretos. Resposta: Letra d.
2. Espíritoalma, Deus e semelhantes são substantivos concretos, uma vez que possuem existência independente. Abstrato é aquele que depende de outro para existir. Bondade, por exemplo, é abstrato, pois só existe porque há alguém que possua bondade. Resposta: Letra c.

32. Pronome relativo e preposição
pronome relativo
Resposta: É preciso ficar atento ao uso da preposição antes de alguns pronomes relativos. A obrigatoriedade ocorrerá se o verbo que vier depois do pronome relativo for transitivo indireto, ou seja, exigir preposição. Veja:

1. O futebol é um esporte de que o povo gosta muito. (gostar de)
2. O filme a que assistimos foi muito triste. (assistir a)
3. O dinheiro de que eu preciso estará na minha conta amanhã. (precisar de)
4. Editou-se uma lei em que acreditamos. (acreditar em)
5. Os meios de que dispomos são precários. (dispor de)
6. É um momento de que todos os brasileiros se orgulham. (orgulhar-se de)
7. Sinto saudade da época em que morávamos no exterior. (morar em)
8. A cidade em que nasci fica no interior de Minas. (nascer em)

31. Concordância Verbal
concordância
Resposta: Letra e. O verbo “haver” com sentido de “existir” é impessoal, ou seja, nunca vai para o plural.

30. Diminutivo Erudito
diminutivo erudito
Resposta: 1. grão / 2. raiz / 3. rei / 4. verso / 5. pele / 6. obra / 7. nó / 8. globo / 9. corpo / 10. nota

29. Figura de Linguagem
figuras de linguagem
Resposta: 1. anfibologia / 2. inversão / 3. personificação / 4. oxímoro / 5. tautologia 

28. Classe Gramatical
Dê a classe gramatical das palavras em destaque. a. O meio em que ela vive não é saudável. b. Comi meio mamão papaia.c. Ela está meio aborrecida hoje. a. Ele fora feliz e não sabia.b. Lá fora chove muito. c. Levei um fora bonito daquela menina. d. Tudo corre bem, fora alguns detalhes.
Resposta: Meio a. substantivo b. numeral c. advérbio / Fora a. verbo b. advérbio c. substantivo d. preposição

27. Verbos – Modo Indicativo

Resposta: a. ia / b. vai / c. iremos / d. foram / e. iam / f. fôramos

26. Vícios de Linguagem
vícios de linguagem
Resposta: 1. Letra b. Na união de duas palavras, temos uma outra: caniço (ca nisso). 2. Letra e. Erro de concordância, regência ou colocação chama-se solecismo.

25. Adjetivos Pátrios
Identifique os países respectivos a cada bandeira e, em seguida, diga os adjetivos pátrios referentes a eles. Por exemplo: Brasil – brasileiro / Portugal – português / Angola – angolano
bandeiras
Resposta: 1. Rússia – russo / 2. Vietnã – vietnamita / 3. Grécia – grego / 4. Egito – egípcio / 5. Turquia – turco / 6. Andorra – andorrano ou andorrense / 7. Áustria – austríaco / 8. Marrocos – marroquino / 9. Arábia Saudita – árabe / 10. Catar – catariano ou catarense / 11. China – chinês / 12. Hungria – húngaro

24. Colocação Pronominal
pronome
Resposta: Letra e. O verbo está com dois objetos indiretos (lhe e das datas). A forma correta é “eu o lembrarei das datas”.

23. Mal / Mau
mal mau
Resposta: Letra b. A palavra é advérbio, pois se refere ao verbo; deve, assim, ser grafada com l. Só se escreve mau quando se trata do adjetivo, contrário de bom.

22. Função Sintática
função sintática lhe
Resposta: Letra a. O termo lhe nem sempre é objeto indireto. A frase pode ser dita da seguinte maneira: Isto será útil a você. O termo a você é complemento nominal do adjetivo útil. Como o lhe equivale a você, trata-se de complemento nominal.

21. Plural
plural
Resposta: cidadãos, caracteres, juniores, seniores, escrivães, gângsteres.

20. Mal / Mau
mal ou mau
Resposta: Letra c. Lembrando que mal é o contrário de bem e mau é o contrário de bom. É só fazer a substituição. Por exemplo: Ele é um mau (bom) menino. Ele está passando mal (bem).

19. Crase
crase
Resposta: Letra d. Locução adverbial de modo com palavra feminina leva acento de crase: à vontade, às claras, às pressas, à força de etc.

18. Regência Verbal
regência verbal
Resposta: O complemento do verbo pagar (também perdoar) é objeto indireto se trata de pessoa. Logo, deve-se dizer Paguei a todos os trabalhadores. Na letra e, ao colégio, é objeto indireto por se tratar de pessoa jurídica, ou seja, é feito pagamento ao colégio. Também se poderia dizer o colégio, mas teria outro sentido: o colégio foi comprado e estaria sendo pago, da mesma forma que se paga o carro, o apartamento etc.

17. Acentuação
acento gráfico
Resposta: Letra b. Exceto a palavra “ciúme”, todos os vocábulos da questão podem ter ou não o acento. Na realidade, trata-se de palavras diferentes: historia (verbo historiar) e história, amem (verbo amar) e amém, numero (verbo numerar) e número, ate (verbo atar) e até.

16. Acentuação
caqui e açaí
Resposta: Vamos relembrar a regra de acentuação das oxítonas: coloca-se acento gráfico na sílaba tônica das palavras oxítonas terminadas por -a(s), -e(s), -o(s), -em e -ens. Alguns exemplos: Paraná, jacaré, mocotó, armazém, parabéns. Caqui e açaí são oxítonas terminadas em -i. Certo? A regra diz que as oxítonas terminadas em -i não devem ser acentuadas. Por que então açaí recebe o acento? Porque temos um hiato (duas vogais em sílabas separadas: a-çaí) e a regra diz que devem ser acentuadas as vogais I e U tônicas (segunda vogal do hiato), quando formam hiatos.

15. Aposto
aposto
Resposta: Letra b. Nem sempre o aposto fica entre vírgulas. Pode ficar entre travessões ou depois de dois pontos, ou mesmo não apresentar nenhum sinal de pontuação. Iracema é o nome do livro, classificando-se como aposto especificativo ou apelativo.

14. Ditado
ditado

13. Concordância (verbal e nominal)
exercício
Resposta: Letra c. O verbo saber é transitivo direto e o se é uma partícula apassivadora. Fica no singular porque o sujeito é a oração seguinte. Procedem, no plural, porque o núcleo do sujeito é leitores. Quanto à concordância, pode-se dizer periféricos ou periférico, porém, em função das outras opções, só cabe na frase periféricos.

12. Diferença Semântica
obrigado por
Resposta: Na frase 1, alguém foi obrigado, forçado a confiar em mim. O termo “obrigado” refere-se ao verbo “obrigar”. Na frase 2, eu faço um agradecimento a alguém por ter confiado em mim.

11. Grafia
marcha
Resposta: A grafia correta é sem hífen: marcha à ré (norma europeia) e marcha a ré (norma brasileira). A diferença ortográfica entre as duas normas do português deve-se ao fato de, na norma portuguesa, a locução incluir o artigo definido “a”, o que provoca a crase com a preposição “a”: marcha à ré. Na norma brasileira, a locução não inclui o artigo definido, pelo que não há crase: marcha a ré.

10. Verbos referentes aos sons de animal
verbos animais
Resposta: relincha/grunhe/grasna/coaxa/muge/sibila/canta/ruge/uiva/cacareja/zumbe/arrulha/chia/pia
(miar, latir, relinchar, grunhir, grasnar, coaxar, mugir, sibilar, cantar, rugir, uivar, cacarejar, zumbir, arrulhar, chiar, piar)

9. Ditado
ditado
Desafie um amigo a acertar as 20 palavras do ditado. São todas estrangeiras, porém muito usadas entre nós. Vale a pena aprender a grafia de todas elas. Parece fácil, mas não é. Temos o hábito de falar estas palavras, mas, na hora de escrever, a dúvida sempre aparece.

8. Vozes Verbais
Vozes Verbais (ativa - passiva sintética - passiva analítica - reflexiva - reflexiva recíproca). 1. A diretora foi recebida pelos alunos. 2. O sapateiro conserta sapatos, bolsas e cintos. 3. Meu melhor amigo feriu-se com a faca. 4. Vendem-se revistas na praia. 5. Vesti-me rapidamente para a festa. 6. Os jogadores cumprimentaram-se após a partida. 7. Meu primo ficou atormentado pelo remorso. 8. Comprou-se um livro. 9. Machuquei-me com a tesoura. 10. As andorinhas enfeitam o céu.

Resposta: 1. Voz passiva analítica 2. Voz ativa 3. Voz reflexiva 4. Voz passiva analítica 5. Voz reflexiva 6. Voz reflexiva recíproca 7. Voz passiva analítica 8. Voz passiva sintética 9. Voz reflexiva 10. Voz ativa

7. Figuras de Linguagem

Resposta: 1. comparação 2. antítese 3. paradoxo 4. gradação 5. eufemismo 6. hipérbole 7. catacrese 8. personificação ou prosopopeia 9. comparação 10. metonímia 11. apóstrofe 12. paradoxo 13. eufemismo 14. hipérbole 15. eufemismo

6. Vocabulário
Numere corretamente: 1. quizila 2. ósculo 3. forreta 4. exânime 5. palimpsesto 6. zurrapa 7. fusologia 8. patronesse 9. pediculose 10. anspeçada ( ) estudo dos foguetes ( ) senhora que organiza festa ( ) antipatia ( ) hierarquia militar ( ) antigo material de escrita ( ) infestação por piolho ( ) desfalecido ou morto ( ) beijo ( ) vinho de má qualidade ou estragado ( ) avarento, mesquinho

Resposta: 7 – 8 – 1 – 10 – 5 – 9 -4 – 2 – 6 – 3

5. Locuções Adverbiais
Classifique as locuções adverbiais em destaque: 1. Morreu de frio. 2. Viajou de avião. 3. Cortou-se com a faca. 4. Vivia para o trabalho. 5. Saiu com o irmão. 6. Sem estudo, não passarás. 7. Ele saiu às pressas. 8. O professor falava sobre Geografia. 9. Moro em Portugal. 10. Saíram apesar da chuva.
Resposta: 1. causa 2. meio 3. instrumento 4. finalidade 5. companhia 6. condição 7. modo 8. assunto 9. lugar 10. concessão

4. Colocação Pronominal
Colocação Pronominal (1) próclise - pronome antes do verbo (2) ênclise - pronome depois do verbo (3) mesóclise - pronome no meio do verbo. Numere corretamente: ( ) palavra de sentido negativo ( ) verbo no futuro do presente ( ) advérbio ( ) verbo no gerúndio ( ) pronome relativo ( ) verbo no início da frase ( ) conjunção subordinativa ( ) verbo no futuro do pre´terito ( ) pronome indefinido ( ) verbo no imperativo afirmativo ( ) verbo no infinitivo pessoal
Resposta: (1) (3) (1) (2) (1) (2) (1) (3) (1) (2) (2)

3. Funções do SE
blog(67)
Resposta:
1. Partícula expletiva ou de realce. / 2. Conjunção subordinativa condicional / 3. Conjunção subordinativa integrante / 4. Pronome reflexivo / 5. Partícula apassivadora / 6. Índice de indeterminação do sujeito / 7. Parte integrante do verbo / 8. Substantivo / 9. Pronome reflexivo recíproco / 10. Conjunção subordinativa causal

2. Classificação dos Verbos

Classificação dos Verbos 1. Regulares - Não apresentam alterações no radical. 2. Irregulares - Apresentam alterações no radical. 3. Anômalos - Apresentam profundas alterações no radical. 4. Defectivos - Não possuem conjugação completa. 5. Abundantes - Apresentam mais de uma forma. 6. Auxiliares - São aqueles que combinam com o infinitivo, particípio ou gerúndio de outro verbo. 7. Pronominais - São aqueles que se conjugam acompanhados de pronomes oblíquos. Exercício Numere corretamente: ( ) falar - vender - partir ( ) queixar-se ( ) computar - falir ( ) ser - estar - ter - haver ( ) vou - fui - ia - fora ( ) pago - pagado ( ) digo - disse - direi
Resposta: 1 – 7 – 4 – 6 – 3 – 5 – 2

1. Gênero masculino ou feminino

Gênero masculino ou feminino? ___ champanhe ___ beliche ___ eclipse ___ tsunami ___ alface ___ cal ___ mascote ___ telefonema ___ musse ___ libido ___ pernoite ___ trema ___ aguardente ___ dinamite Respostas: o/a champanhe o beliche o eclipse o tsunami a alface a cal a mascote o telefonema a musse a libido o pernoite o trema a aguardente a dinamite
Resposta: o/a champanhe – o beliche – o eclipse – o  tsunami – a alface – a cal – a mascote – o telefonema – a musse – a libido – o pernoite – o trema – a aguardente – a dinamite

Comentários

  1. ana glaucia says

    Adorei essa página, parabéns professora pelo excelente trabalho. Muito obrigada, pois me ajudou muuuuuito!!!!

  2. Claudio Coutinho says

    Muito obrigado, professora Céu!
    Certamente, esta é a melhor página de Língua Portuguesa que já conheci. Obrigado mesmo.

  3. Mohamed says

    MInha cara Sol, olá!
    Quanto à questão 49, a palavra “dignatário”, embora não recomendada, não é errada, estando inclusive presente no VOLP.
    Não seria o caso de excluir o item 11 da questão 49? Ou de mantê-lo e explicar na resposta que ambas as formas são aceitas, mas “dignitário” é mais recomendada?

  4. says

    nunca estudei só fiz o antigo ginasial com prepara em casa por um visinho e fiz o antigo (adimisão ao ginasio) fui estudar a noite em um colegio dequeles (pagou passou) mais amo portugues quando tenho tempo leio amo ler e já cei que isto me ajuda acho este blogue muito bom algumas coisas eu comsigo responder vendo empadas pra molhorar minha renda a quando não estou muito cansada vou estudar com vcs pra mim é maravilhoso beijo Deus abençoe

  5. TUTOMU HARADA says

    Trata-se de exercício bastante útil e profícuo, não apenas a estudantes, como também para qualquer cidadão que tem a preocupação de escrever corretamente o nosso vernáculo. Parabéns pela iniciativa.

  6. JOAQUIM KUELEN OLIVEIRA GONÇALVES says

    Professora Céu, seu é excelente! Uso e abuso nos meus slides para os meus alunos!!!

  7. Luiz Cesar Corrêa da costa says

    Achei muito legal e interessante este jeito de aprender português. É exercitando que se aprende gostei muito.

  8. Aline Melo says

    Parabéns, pelo blog. Está me ajudando muito. Mas uma pequena dúvida. No exercício 58 de Análise Sintática na 1° questão.
    “A secretária enviou-lhe o ofício”. O oficio não seria objeto direto? Tendo em vista que o pronome lhe sempre desempenha o papel de objeto indireto? Na questão “o ofício” está marcado como objeto indireto.

  9. Márcio Martins Corrêa says

    Olá Céu,muito bom, gostamos muito. Acabei de me cadastrar. Ou seria, acabei de cadastrar-me. (????)

  10. stella maria says

    parabéns! céu ! estou a mais de dez anos longe dos livros, agora virei concurseira, não esta fácil pra mim mas acredite na época dos meus estudos tive o prazer de ter uma boa professora chamada dona dolores, depois de tantos anos, parece que estou numa sala de aula daquele tempo, onde os professores fazia questão que você aprendesse, você é uma excelente professora explica muito bem, não fica dúvidas… bjsssssss

  11. vagner says

    Olá…

    Porque não faz uma apostila com esses exercícios, seria ótimo.
    Em formato PDF.

    Adoro o blog. Bjs.
    .

  12. Abraaobaeta says

    Estou encantado com o blogue!!! Meus parabéns, sucesso!!! Posso também mandar umas sugestões de exercícios?

  13. Celia Regina Netto says

    Adorei o blog! Obrigada por socializar o seu conhecimento e enriquecer ainda mais o nosso cotidiano.

  14. Rosângela Santos (rosapoesia) says

    Olá “Céu”, parabéns pela iniciativa. Gostei muito da metodologia que usou. Uma excelente fonte para aprimorarmos nosso conhecimento da língua materna. Abraço!

  15. Eunice says

    Adoro esse blog. É inteligente e apresenta exercícios práticos para ensinar e aprender.
    Grata,
    Eunice

  16. Rosemeire Maurisso says

    Adorei Céu. Parabéns e continue nos presenteando com esses exercícios. Eles vão me ajudar em um concurso, tenho certeza. Bjus.

  17. jOÃO vICTOR says

    Meu Deus “da” Céu!! Excelente qualidade esse blog para os concurseiros. Parabéns pela iniciativa.

  18. Imara Maria de Melo says

    No exercício 37 qual o erro da opção C, visto que faz no sentido temporal também é invariável. Aguardo. Grata.

    • Céu Marques says

      A Silvia e a Patrícia (veja abaixo) fizeram a mesma pergunta. Veja, por favor, a resposta que dei para elas. Agradeço a sua participação, Imara!

  19. Edson says

    Eu que pensava que sabia alguma coisa de Português. Vendo e repassando todos esses exercícios, percebi o quanto já esqueci e o que me falta aprender. Obrigado pela instrução e pela atualização.

  20. Patricia says

    Parabéns pelo trabalho, adoro seu blog. Fiquei com dúvida em relação a questão de número 37, c) Faz dez anos todos esses fatos. Foi considerada errada esta frase, porém não entendi o motivo. Se puder explicar ficaria grata. Obrigada.

    • Céu Marques says

      Oi, Patrícia! Vamos lá… O verbo “fazer” nesta frase não é impessoal. Leia da seguinte maneira: Todos esses fatos fazem dez anos. O sujeito é “todos esses fatos”, portanto o verbo precisa concordar com ele. O verbo “fazer” só será impessoal, quando indicar tempo cronológico ou clima. Veja: Faz três anos que não a vejo. Faz muito frio nesta sala.

  21. Iandara David dos Santos says

    Vc é sensacional. Fez-me lembrar de muitos conteúdos importantes. Um abraço
    Iandara

  22. SIlvia says

    Céu, em concordância verbal , a frase “faz dez anos todos esses fatos”, o verbo fazer neste caso esta no sentido de tempo portanto também é impessoal. Estou certa ou errada.

    • Céu Marques says

      Silvia, o verbo “fazer” nesta frase não é impessoal. Leia da seguinte maneira: Todos esses fatos fazem dez anos. O sujeito é “todos esses fatos”, portanto o verbo precisa concordar com ele. O verbo “fazer” só será impessoal, quando indicar tempo cronológico ou clima. Veja: Faz três anos que não a vejo. Faz muito frio nesta sala.

  23. Edyene ramos says

    Resolvi todos os exercícios. Sem dúvida é uma boa oportunidade para exercitar a gramática. Gostei muito. Abraços

    • silvia says

      Gostaria de tirar uma dúvida. Em vozes verbais, questão 4, por que é voz passiva sintética? Achei que fosse analítica.

  24. MARIA ELISABETE RAMOS SANTOS . says

    Excelente! Parabéns! utilidade pública! Continue assim! Aproveito sempre suas ideias para usar com meus alunos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Céu Marques says

      Que bom, Maria Elisabete! Fico feliz quando vejo que muitos professores utilizam o meu material em sala de aula com os seus alunos. É um reconhecimento pelo meu trabalho que me motiva ir além. Obrigada pelas palavras.

  25. Júnia Sábato Savino Filó says

    Parabéns pelo blog! Sou encantada com suas dicas e agradeço imensamente por compartilhar seus conhecimentos tão generosamente. Eles são valiosos. Aprender é bom demais e é com humildade que aprendemos também com nossos erros. Muitas alegrias e luz em seu caminho. Sinta-se abraçada com gratidão e carinho.

  26. SIlvia says

    Oi Céu! Uma dúvida… Em vozes verbais, questão de número 4, por que é voz passiva sintética? Não seria analítica?

  27. Adirene Morais Santos says

    Amo suas dicas e exercícios…sempre uso com meus alunos ou pra ajudar um grupo de professores que coordeno.
    Obrigada.

    • Céu Marques says

      Que bom, Adirene! Fico feliz quando vejo que muitos professores utilizam minhas postagens em sala de aula. Obrigada pelas palavras.

  28. sAndra de almeida says

    Acho esse blog muito importante, pois ajuda a nos aprimorar mais no estudo de nossa maravilhosa Língua Portuguesa. Sou uma estudiosa com afinco e não perco a oportunidade de melhorar cada vez mais. Gostaria de mais exercício sobre crase. Todas as suas regras. E também a vírgula, que dizem ser é um estilo literário.Rsrsrs Muito obrigada. Sandra de Almeida.

  29. Elisa Lopes says

    “glóbulo” não é globo:

    gló·bu·lo
    substantivo masculino
    1. Pequeníssimo corpo esférico.
    2. [Histologia] Corpúsculo em suspensão no sangue dos vertebrados e em outros líquidos.
    3. [Farmácia] Pequena pílula.

    “glóbulo”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/gl%C3%B3bulo [consultado em 29-04-2015].

    • Céu Marques says

      Sufixos eruditos – também formadores de diminutivos:

      ículo(a): cubo – cubículo // gota – gotícula
      ulo(a): globo – glóbulo // grão – grânulo
      únculo(a): questão – questiúncula
      úsculo(a): corpo – corpúsculo

  30. Maria cristina araujo santos says

    MUITO GOSTOSO VER O PORTUGUÊS SENDO EXPLICADO DESSA FORMA,POIS É MUITO PRATICA E FÁCIL DE SE APRENDER .CRIEI PARA MEU GRUPO DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS ,UMA PÁGINA ,QUE CONSULTAM TUDO QUE CONSIGO PEGAR DO QUE VC. POSTA . DEI O NOME DE AULINHA DE PORTUGUÊS ! MUITO BOM CÉU ,QUERIA TE AGRADECER DE VERDADE POR ESSA INICIATIVA.TODOS NÓS FICAMOS AGRADECIDOS. BEIJOS …

    • Céu Marques says

      Obrigada pelas palavras, Maria Cristina! Tenha a certeza de que suas palavras me servem como grande incentivo para ir adiante. Grande abraço.

  31. Eduardo Silveira says

    Professora, parabéns pelo blog, achei muito bacana essa proposta de exercícios através de “banners” ou “slides”, com certeza o aspecto visual ajuda muito na memorização. Espero que não esteja “pagando um mico” aqui, mas fiquei em dúvida em dois exercícios, no segundo exercício, onde há ocorrência de solecismo e no exercícios de vozes verbais(nos itens 4 e 8) sobre a voz passiva sintética. Gostaria de sugerir, se houver oportunidade, que publique tópicos sobre os assuntos, tenho certeza que vai ajudar a esclarecer as dúvidas de muitas pessoas sobre os temas, inclusive eu. Mais uma vez, parabéns!

    • Céu Marques says

      Obrigada pelas palavras, Eduardo. Sobre as vozes verbais, a resposta do número 4 realmente estava errada, mas já foi corrigida. Qual é a sua dúvida com relação ao número 8 e também com relação ao solecismo?

  32. Maurício rosa says

    Na frase do segundo exercício – “Aqui, ontem, faltou luz” – o que ONTEM seria sintaticamente? Imaginei que você aposto também.

  33. LETÍCIA MARTINS says

    BOM DIA CÉU MARQUES , ESTOU ENCANTADA COM A SUA PAGINA, MAS ACHO OS EXERCÍCIOS TÃO DIFÍCEIS, SERA QUE VOCÊ NÃO TERIA ALGO MAIS FÁCIL ? RSRS
    OBRIGADA .

    • Céu Marques says

      Alguns acham os exercícios fáceis e outros acham difíceis. Agradar a todos é tão difícil. De qualquer maneira, agradeço a sua sugestão e colocarei alguns exercícios mais fáceis. Obrigada pelas palavras!

  34. Bere says

    Parabéns Menina Ceu!!!

    Quanto idealismo e amor se le nas entrelinhas do teu Trabalho!!!
    Estamos cada vez mais carentes de Ceus como Vc. Por favor, nao nos falte jamais!!
    Carinhos nessa Cabecinha de Ouro!
    Berenice

  35. neusa marques cachoni says

    Oi, Maria do Céu!

    Estou adorando o seu blog.

    Desenvolvo um projeto com os alunos do EFII e EM chamado “TIRA DÚVIDAS e o seu blog estpáme ajudando muito, pois eles já têm nos seus caderninho mais de oitenta tópicos e estou complementando com os seus.

    Parabéns!

    Bjs.

    Neusa

  36. Lucélia Souza Silva says

    Este Blog é simplesmente o máximo, com ele se aprende tudo. Ele é maravilhoso para tirar quaisquer dúvidas. Continuem assim. Parabéns.

  37. Maria angela da Silva Vescovi says

    Não me canso de fazer os exercícios de portugues. Acho o máximo, é um divertimento útil a todos nós. Já respondi a muitas dúvidas que tinha aqui .Parabéns Céu!

    • Céu Marques says

      Obrigada, Luena! Esforço-me diariamente para oferecer a todos vocês um material amplo e de qualidade.

  38. Pedrita says

    Olá! Só gostaria de fazer uma observação (ou tirar uma dúvida):

    No terceiro exercício em que se lê “figuras de linguagem” na frase “o gato bateu as botas” (item 5) não seria um caso de “disfemismo” em lugar de “eufemismo”, já que aqui não existe a intenção de ‘amenizar’ a expressão e sim o contrário?
    Já agradecida. Parabéns pelo blog.

    • Enri Kikinho says

      Na nossa cultura, provavelmente, o medo em relação à “morte” e às palavras cognatas a ela ligadas (como o verbo “morrer”) torna a expressão “O gato bateu as botas” um pouco mais “suave” que “O gato morreu”. Esta última é classificada como um disfemismo em comparação com aquela, igualmente desagradável, mas um pouco mais “eufemística”.

  39. jandreane Alves ribeiro says

    Esse blog e de excelente qualidade, e um tira dúvidas para estudantes e professores que atua na área das letras deve de se expandir através de uma forma acessível a quem quiser ter acesso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *