Figuras de Linguagem

Compartilhe:

Figuras de Linguagem - São recursos usados na fala ou na escrita para tornar mais expressiva a mensagem transmitida. Dividem-se em: - figuras de palavras ou de estilo, figuras de pensamento, figuras de construção ou de sintaxe, figuras de som.
Fiz uma demorada pesquisa sobre figuras de linguagem e descobri que existem muitas que não são mencionadas em gramáticas e sites sobre o assunto. Fui pesquisando aqui e ali. Divido agora com vocês a minha lista:

Figuras de palavras ou de estilo: metáfora, metonímia, catacrese, sinestesia, antonomásia, comparação, perífrase.

Figuras de pensamento: eufemismo, hipérbole, antítese, ironia, personificação (ou prosopopeia), gradação, paradoxo (ou oximoro), apóstrofe.

Figuras de construção ou de sintaxe: elipse, zeugma, silepse, polissíndeto, assíndeto, pleonasmo, anáfora, hipérbato (ou inversão), anástrofe, anacoluto, sínquise, anadiplose, analepse, catáfora, clímax, epíteto, prolepse.

Figuras de som: aliteração, assonância, onomatopeia, paronomásia, paralelismo.

Além das figuras de linguagem, temos os vícios de linguagem: pleonasmo vicioso ou redundância, barbarismo, solecismo, ambiguidade (ou anfibologia), cacofonia, eco, hiato, colisão, arcaísmo, parequema, prolixidade, preciosismo, plebeísmo, redundância (ou tautologia), estrangeirismo.

Comentários

  1. says

    Como em todos os estudos que tenho visto, não houve menção à LITOTES. A litotes é uma figura de retórica (do grego litótes, significa “simplicidade”) em que se exprime uma ideia afirmativa pela negação do seu contrário. Tem fundamentalmente um objetivo eufemístico, de atenuação do que é dito, de modalização da força ilocutória do enunciado, ou de ironia, como se pode verificar no exemplo seguinte:

    “Não ficou ruim” = ficou bom.

  2. Céu Marques says

    Descobri outras figuras de linguagem: metalepse, capicua, neologismo, anagrama, palíndromo, alegoria, pangrama, antífrase, sarcasmo, disfemismo, litote, circunlóquio, sinédoque, diácope, epístrofe, epizêuxis, zoomorficação, hipálage. Isso não tem fim! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *