Orações Coordenadas e Subordinadas

Compartilhe:

60 questões de múltipla escolha (com gabarito) sobre orações coordenadas e subordinadas.

1. O amor não só traz alegria como também alimenta. Neste período, a conjunção é:
a. Subordinativa causal
b. Coordenativa aditiva
c. Coordenativa conclusiva
d. Subordinativa comparativa
e. Conformativa

2. Numa das frases abaixo, não se encontra exemplo da conjunção anunciada. Assinale-a:
a. Subordinativa concessiva – “Conquanto estivesse cansado, concordou em prosseguir.”
b. Subordinativa condicional – “Digam o que quiserem contanto que não me ofendam.”
c. Subordinativa temporal – “Mal anoiteceu, iniciou-se a festa com grande entusiasmo.”
d. Subordinativa final – “Já que estou aqui, falarei com os seus pais.”
e. Subordinativa causal – “Como estou doente, não comparecerei.”

3. Assinale o período em que ocorre a mesma relação significativa existente entre os termos grifados em: “a atividade científica é tão importante quanto qualquer outra atividade econômica“:
a. O rapaz era tão aplicado, que em pouco tempo foi promovido.
b. Quanto mais estuda, menos aprende.
c. Tenho tudo quanto quero.
d. Sabia a lição tão bem como eu.
e. Todos estavam exaustos, tanto que se recolheram logo.

4. No período – “Desde que você fique calma, conseguiremos levar nossa conversa adiante.” A oração grifada traduz:
a. Concessão
b. Consequência|
c. Comparação
d. Condição
e. Proporção

5. “Nem sempre se professou que a terra fosse redonda.” A oração destacada que é:
a. substantiva objetiva indireta
b. substantiva predicativa
c. substantiva objetiva direta
d. substantiva subjetiva
e. substantiva completiva nominal.

6. No período – “E quanto mais andava mais tinha vontade”, ocorre ideia de proporção. Assinale a opção em que tal ideia NÃO ocorre:
a. Quanto mais leio este autor menos o entendo.
b. Choveu tanto, que não pudemos sair.
c. À medida que corria o ano, o nosso trabalho era maior.
d. Quanto menos vontade, mais negligência.
e. Quanto mais se lê, mais se aprende.

7. Em “Embora ela tivesse sido alta e clara”, a oração exprime:
a. Causa
b. Condição
c. Concessão
d. Finalidade
e. Consequência

8. “Hoje, a dependência operacional está reduzida, uma vez que o Brasil adquiriu autossuficiência na produção de bens como papel-imprensa (…)” A oração grifada no período acima tem valor:
a. Condicional
b. Conclusivo
c. Concessivo
d. Conformativo
e. Causal

9. “(…) fi-la construir de propósito, levado de um desejo tão particular que me vexa imprimi-lo, mas vá lá.” A locução conjuntiva dá ideia de:
a. Tempo
b. Causa
c. Condição
d. Comparação
e. Consequência

10. “Tal era a fúria dos ventos, que as copas das árvores beijavam o chão.” Neste período, a oração subordinada é adverbial:
a. Concessiva
b. Condicional
c. Consecutiva
d. Proporcional
e. Final

11. “Lembro-me de que ele só usava camisas brancas.” A oração subordinada substantiva é:
a. Completiva nominal
b. Objetiva indireta
c. Objetiva direta
d. Subjetiva
e. Predicativa

12. Há oração principal em:
a. Vesti-me rapidamente, tomei um táxi, mas cheguei atrasado.
b. Estudamos toda a matéria, logo tiramos uma boa nota.
c. O autor sobre quem falávamos fará uma palestra amanhã no colégio.
d. Não vejo flores nem escuto os pássaros.
e. Venha logo, pois preciso falar com você.

13.”Nós o vimos chegar ao fórum”. A segunda oração exerce a função de:
a. Objeto direto
b. Adjunto adverbial
c. Objeto indireto
d. Sujeito
e. Adjunto Adnominal

14. Aponte o único período em que ocorre oração subordinada adjetiva:
a. Mesmo que vivas um século, nunca deixes de aprender.
b. A cana só dá açúcar depois de passar por grandes apertos.
c. O sucesso na vida depende unicamente de insistência e ação.
d. Há quedas que provocam ascensões maiores.
e. Quero que você volte logo para casa.

15. “Muitos temem a reputação, poucos temem a consciência”. Marque a alternativa incorreta:
a. É um período composto por coordenação com duas orações.
b. Reputação e consciência têm a mesma função sintática
c. As duas orações apresentam predicado verbo-nominal
d. Muitos e poucos desempenham a mesma função sintática.

16. A opção que apresenta oração subordinada adverbial causal é:
a. Fez-me tantos elogios que me envaideceu deveras.
b. Como não entendesse do assunto preferiu não opinar.
c. Você só se sentirá realmente feliz, se souber repartir a felicidade.
d. Acho que deste assunto sei tanto quanto você.
e. Fiz o bolo como você me orientou.

17. “O homem que confessa a sua ignorância revela-a uma só vez; o homem que tenta ocultá-la, revela-a muitas vezes.” A propósito deste período assinale a análise incorreta:
a. O período é composto por coordenação.
b. Os dois pronomes relativos exercem a função de sujeito
c. A primeira oração subordinada adjetiva possui dois adjuntos adnominais
d. As duas orações principais não possuem predicativo.
e. A oração adjetiva que existe no período é restritiva.

18. As orações destacadas estão corretamente classificadas, exceto na alternativa:
a. Meu desejo é que te saias bem. (Subordinada substantiva predicativa)
b. Digo que tens receio de que ele não volte. (Subordinada substantiva subjetiva)
c. Convença-o de que ele deve voltar. (Subordinada substantiva objetiva indireta)
d. Tenho medo de que essa epidemia se alastre. (Subordinada substantiva completiva nominal)
e. Acho que já entendi esse assunto. (Subordinada substantiva objetiva direta)

19. ” O maior dos mandamentos é este: amar ao próximo”. Temos oração substantiva:
a. Predicativa
b. Completiva nominal
c. Objetiva Direta
d. Subjetiva
e. Apositiva

20. Em uma das opções há um período composto por subordinação. Aponte-a:
a. A palavra vale prata, o silêncio vale ouro.
b. Suportam melhor censura os que merecem elogios.
c. A familiaridade encurta o respeito e rebaixa a autoridade.
d. A compaixão mantém a ferida aberta.

21. “Juro que vi sorrir o bom monarca”. A oração subordinada é:
a. Substantiva objetiva direta
b. Subordinada substantiva objetiva indireta
c. Subordinada adverbial causal
d. Subordinada substantiva completiva nominal
e. Subordinada adverbial final

22. Encontre a oração subordinada adjetiva restritiva:
a. Só imponho uma condição: que não chegues tarde.
b. O triste é que não era uma planta qualquer.
c. O homem que discursava sorria.
d. Meu irmão saiu ontem.
e. Sabe-se que o resultado foi positivo.

23. Em todos os períodos há uma oração subordinada, exceto:
a. Eu queria saber qual era o meu lote.
b. Sei que um dia abrirão as asas para o voo necessário.
c. Nem se lembrava das angústias e dos sofrimentos.
d. Seu desejo era se tornar escritora.

24. O texto ” Pega o paletó, veste-o e sai” é:
a. Uma frase nominal absoluta
b. Um período simples
c. Uma oração absoluta
d. Um período composto por coordenação
e. Um período composto por subordinação

25. “Ficou zangado, embora não fosse nada com ele”. A palavra destacada inicia uma oração:
a. Causal
b. Adversativa
c. Concessiva
d. Conformativa

26. “Nunca a fortuna põe um homem em tal altura que não precise de um amigo”. A oração dois é:
a. Coordenada conclusiva
b. Subordinada consecutiva
c. Coordenada explicativa
d. Subordinada concessiva

27. Em: “A rosa seria soberba se não tivesse nascido entre espinhos”. A oração subordinada é:
a. Concessiva
b. Substantiva subjetiva
c. Adverbial condicional
d. Adverbial concessiva

28. Classifique a oração destacada: Não és mais prudente que eu:
a. subordinada adverbial final
b. subordinada adverbial concessiva
c. subordinada adverbial consecutiva
d. subordinada adverbial comparativa
e. subordinada substantiva subjetiva.

29. “Jejuo o materialismo, logo amo”. É incorreta a análise seguinte:
a. O período é composto por coordenação.
b. A segunda oração possui adjunto adverbial.
c. O predicado das duas orações é verbal.
d. O verbo da segunda é intransitivo.

30. “Como a mãe não se voltasse para vê-lo, deu uma corridinha em direção de seu quarto”. O fragmento só não apresenta:
a. Oração subordinada causal
b. Predicativo do sujeito
c. Adjunto adverbial
d. Adjunto adnominal

31. Na frase: “Maria do Carmo tinha a certeza de que estava para ser mãe”, a oração subordinada é:
a. subordinada substantiva objetiva indireta
b. subordinada substantiva completiva nominal
c.  subordinada substantiva predicativa
d. coordenada sindética conclusiva
e. coordenada sindética explicativa

32. A segunda oração do período? “É fundamental que ele volte amanhã.”, é classificada como:
a. substantiva objetiva direta
b. substantiva predicativa
c. substantiva completiva nominal
d. substantiva objetiva indireta
e. substantiva subjetiva

33. No seguinte grupo de orações destacadas: É bom que você venha. / Não se esqueças de que é falível. Temos orações subordinadas, respectivamente:
a. objetiva direta, subjetiva
b. subjetiva, objetiva direta
c. objetiva direta, adverbial temporal
d. subjetiva, objetiva indireta
e. predicativa, objetiva indireta

34. “Lembro-me de que ele só usava camisas brancas.” A oração sublinhada é:
a. subordinada substantiva completiva nominal
b.  subordinada substantiva objetiva indireta
c. subordinada substantiva predicativa
d. subordinada substantiva subjetiva
e. subordinada substantiva objetiva direta

35. “Um dia, como lhe dissesse que iam dar o passarinho, caso continuasse a comportar-se mal, correu para a área e abriu a porta da gaiola.” As orações destacadas são, respectivamente, subordinadas adverbiais:
a. causal e condicional
b. comparativa e causal
c. condicional e concessiva
d. causal e consecutiva
e. comparativa e conformativa


Atenção! Texto para as questões   36, 37, 38 e 39:

“Tomo a liberdade de perguntar a V. Exa. se as locuções repolhudas do ilustre colega são parlamentares; e, se o são, peço ainda a mercê de se me dizer onde se estudam aquelas farfalhices.” (Camilo Castelo Branco)

36. “de perguntar a V. Exa.” é oração subordinada:
a. substantiva objetiva indireta, reduzida de infinitivo
b. substantiva completiva nominal, reduzida de infinitivo
c. adverbial causal, reduzida de infinitivo
d. adjetiva explicativa, reduzida de infinitivo
e. substantiva apositiva

37. A oração “se as locuções repolhudas do ilustre colega são parlamentares”, é:
a. subordinada substantiva objetiva direta
b. subordinada substantiva predicativa
c. subordinada adverbial causal
d. subordinada adverbial condicional
e. subordinada adverbial consecutiva

38. A oração “se o são” é:
a. subordinada substantiva objetiva direta
b. subordinada substantiva predicativa
c. subordinada adverbial consecutiva
d. subordinada adverbial causal
e. subordinada adverbial condicional

39. A oração “de se me dizer” é:
a. subordinada substantiva objetiva direta
b. subordinada substantiva objetiva indireta
c. subordinada adverbial condicional
d. subordinada substantiva apositiva
e.  subordinada substantiva completiva nominal

40. Quando “chamar” tem o sentido de qualificar, pode-se construir o período, por exemplo, com objeto direto mais predicativo. Tudo isso se observa na alternativa:
a. João é alto, mas treinador nenhum chama-o para jogar.
b. Era a viúva a chamar pelo falecido.
c. Os inimigos chamam-lhe de traidor do povo.
d. Chamei pelo colega em voz alta.
e. Alguns chamam-no de fiscal.

41. Em “É possível que falassem sobre políticos”, a segunda oração é:
a.  subordinada substantiva subjetiva
b. subordinada adverbial predicativa
c. subordinada substantiva predicativa
d.  principal
e. subordinada substantiva objetiva direta

42. “Os homens sempre se esquecem de que somos todos mortais.” A oração destacada é:
a. substantiva completiva nominal
b. substantiva objetiva indireta
c. substantiva predicativa
d. substantiva objetiva direta
e. substantiva subjetiva

43. “Estou seguro de que a sabedoria dos legisladores saberá encontrar meios.” Temos oração substantiva:
a. objetiva indireta
b. subjetiva
c. completiva nominal
d. apositiva
e. objetiva direta

44. Há oração subordinada substantiva apositiva em:
a. Na rua perguntou-lhe em tom misterioso: onde poderemos falar à vontade?
b. Ninguém reparou em Olívia: todos andavam como pasmados.
c. As estrelas que vemos parecem grandes olhos curiosos.
d. Em verdade, eu tinha fama e era valsista emérito: não admira que ela me preferisse.
e. Sempre desejava a mesma coisa: que a sua presença fosse notada.

45. Qual o período em que há oração subordinada substantiva predicativa?
a. Meu desejo é que você passe nos exames vestibulares.
b. Sou favorável a que o aprovem.
c. Desejo-te isto: que sejas feliz.
d. O aluno que estuda consegue superar as dificuldades do vestibular.
e. Lembre-se de que tudo passa nesse mundo.

46. “Todos tinham certeza de que seriam aprovados“, a oração destacada é:
a. substantiva objetiva indireta
b. substantiva completiva nominal
c. substantiva apositiva
d. substantiva subjetiva
e) N.D.A

47. “Sabe dizer se é possível algum trabalho encontrar?”, a oração grifada é:
a. subordinada substantiva subjetiva
b.  subordinada substantiva objetiva direta
c. subordinada substantiva objetiva indireta
d. subordinada substantiva predicativa
e. subordinada substantiva completiva nominal

48. No período “É necessário que todos se esforcem“, a oração destacada é:
a. substantiva objetiva direta
b. substantiva subjetiva
c. substantiva objetiva indireta
d. substantiva predicativa
e. substantiva completiva nominal

49. Temos pronome relativo em:
a. Eles gastaram tanto que ficaram endividados.
b. Não iremos à festa, que já é tarde.
c. Esperamos que todos gostem do espetáculo.
d. Conheci os atores que ganharam o prêmio.
e. Quero que você fale mais baixo.

50. No período “Penso, logo existo“, oração em destaque é:
a. Coordenada sindética conclusiva
b. Coordenada sindética aditiva
c. Coordenada sindética alternativa
d. Coordenada sindética adversativa
e. N. D.A

51. Há no período uma oração subordinada adjetiva:
a. Ele falou que compraria a casa.
b. Não fale alto, que ela pode ouvir.
c. Vamos embora, que o dia está amanhecendo.
d. Em time que ganha não se mexe.
e. Parece que a prova não está difícil.

52. “… não é impossível que a notícia da morte me deixasse alguma tranquilidade, alívio e um ou dois minutos de prazer” e “Digo-vos que as lágrimas eram verdadeiras”. A palavra “que” está introduzindo, respectivamente, orações:
a. Subordinada substantiva subjetiva, subordinada substantiva objetiva direta
b. Subordinada substantiva objetiva direta, subordinada substantiva objetiva direta
c. Subordinada substantiva subjetiva, subordinada substantiva predicativa
d. Subordinada substantiva completiva nominal, subordinada adjetiva explicativa
e. Subordinada adjetiva explicativa, subordinada substantiva predicativa

53. Assinale a alternativa que apresenta um período composto onde uma das orações é subordinada adjetiva:
a. “… a nenhuma pedi ainda que me desse fé: pelo contrário, digo a todas como sou”.
b. “Todavia, eu a ninguém escondo os sentimentos que ainda há pouco mostrei.”
c. “… em toda a parte confesso que sou volúvel, inconstante e incapaz de amar três dias um mesmo objeto”.
d. “Mas entre nós há sempre uma grande diferença; vós enganais e eu desengano.”
e. ” – Está romântico! Está romântico! Exclamaram os três.”

54. Marque a opção que contém oração subordinada substantiva completiva nominal:
a. “Tanto eu como Pascoal tínhamos medo de que o patrão topasse Pedro Barqueiro nas ruas da cidade.”
b. “Era preciso que ninguém desconfiasse do nosso conluio para prendermos o Pedro Barqueiro.”
c. “Para encurtar a história, patrãozinho, achamos Pedro Barqueiro no rancho, que só tinha três divisões: a sala, o quarto dele e a cozinha.”
d. “Quando chegamos, Pedro estava no terreiro debulhando milho, que havia colhido em sua rocinha, ali perto.”
e. “Pascoal me fez um sinalzinho, eu dei a volta e entrei pela porta do fundo para agarrar o Barqueiro pelas costas.”

55. No período: “Tomou muito sol; ficou, pois, adoentada.” a oração destacada é coordenada:
a. Assindética
b. Sindética aditiva
c. Sindética conclusiva
d. Sindética adversativa
e. Sindética explicativa

56. No período: “Quer eu durma quer eu fique acordado, ficarei no quarto.” a oração destacada é coordenada:
a. Principal
b. Sindética alternativa
c. Sindética conclusiva
d. Sindética adversativa
e. Assindética

57. Em: “Nem comprei o protetor solar, nem fui à praia.” temos orações coordenadas:
a. Assindéticas
b. Sindéticas alternativas
c. Sindéticas aditivas
d. Sindéticas adversativas
e. Sindética explicativa

58. “Comi uma caixa de bombons e não passei mal!”, a conjunção “e” tem valor:
a. Conclusivo
b. Aditivo
c. Explicativo
d. Adversativo
e. Alternativo

59. Assinale a alternativa que classifica incorretamente a oração coordenada sindética:
a. Terminei o meu projeto, logo posso descansar. (explicativa)
b. Uso o protetor solar, ou uso o óleo bronzeador. (alternativa)
c. Fiquei muito cansada, contudo me diverti bastante. (adversativa)
d. Durma, que você precisa de descanso. (explicativa)
e. Acordei cedo e fui correr na praia. (aditiva)

60. No período “Não beba ou jogue”, temos, respectivamente, oração coordenada:
a. Sindética alternativa e assindética
b. Sindética aditiva e sindética alternativa
c. Assindética e assindética
d. Assindética e sindética alternativa
e. Sindética alternativa e sindética alternativa

Gabarito:
1. b / 2. d / 3. d / 4. d / 5. d / 6. b / 7. c / 8. e / 9. e / 10. c / 11. b / 12. c / 13. b / 14. d / 15. c / 16. b / 17. a / 18. b / 19. e / 20. b /21. a / 22. c /23. c / 24. d / 25. c / 26. b / 27. c / 28. d / 29. b / 30. b / 31. b / 32. e / 33. d / 34. b / 35. a / 36. b / 37. a / 38. e / 39. e / 40. e / 41. a / 42. b / 43. c / 44. e / 45. a / 46. b / 47. b / 48. b / 49. d / 50. a / 51. d / 52. a / 53. b / 54. a / 55. c / 56. e / 57. c / 58. d / 59. a 60. d

Comentários

  1. Maria says

    Obrigada pelos exercícios professor Céu.Este assunto cai demais em concursos públicos, eu vou fazendo d e15 em 15 exercícios, corrijo , estudo o assunto e refaço. De cara resolver todas é difícil, este assunto é abrangente. Não basta acertar no chute, realmente precisamos entender o porquê acertamos e o porquê erramos cada questão. Professora se tivesse como fazer comentários sobre as questões seria ótimo, mas acho que o formato do blog em si não permite isto.
    Bem, eu agradeço de todo e qualquer modo. Nunca vi alguém se chamar Céu, Celeste e Divino sim, Céu é a primeira. Que lindo seus pais terem escolhido este lindo nome pra vc.

  2. Tercio do prado says

    Adorei o material e gostei da disposição dos conteúdos, mas gostaria de sugeri a revisão da questão 58…
    O “e” como conjunção adversativa não deve vir com vírgula?

  3. Geraldo José da Silva says

    Parabéns, Céu! Comparado com o gabarito não fui tão bem, mas aprendi muito. Acho que esse é o sentido do seu blog, não é?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *