Por D’Silvas Filho

Compartilhe:

"A nossa língua deve ser protegida contra modernismos laxistas que contrariem a sua índole e contra erros gramaticais grosseiros, mas ninguém consegue mantê-la fossilizada, pois a sua enorme versatilidade acaba sempre por nos surpreender com novas soluções. Dispõe de uma herança de muitos séculos e de muitas vivências."

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *