"A Comissão de Educação do Senado considera fazer um projeto de lei para  revisar o Novo Acordo Ortográfico. A iniciativa pode concretizar-se até  o segundo semestre, antes do prazo protocolar dado pelo governo federal  brasileiro para a adoção definitiva do acordo, em 1º de janeiro de 2016.   Se o projeto for levado a cabo, no entanto, quem sabe caminhemos numa  contramão inédita, à revelia de uma sociedade que gastou tempo,  pestana e dinheiro para adaptar-se à nova ortografia.  Até o fim do ano, a ver no que dá."